Fm Jardim

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Presidenciáveis rejeitam renovar subsídio de R$ 18 bi ao diesel em janeiro

Antes mesmo da posse, o presidente eleito terá de tomar decisões cruciais em relação ao tabelamento do frete e à política de subsídio ao óleo diesel, duas das medidas adotadas pelo governo Michel Temer para encerrar a greve dos caminhoneiros, episódio que levou o abastecimento do País ao colapso e fez a economia perder R$ 15,9 bilhões.
A política de subsídios, que garante desconto de R$ 0,30 por litro de diesel, acaba no dia 31 de dezembro. Ou seja: alguma sinalização sobre a manutenção ou não dessa agenda viria ainda em 2018. Neste ano, os subsídios consumirão R$ 9,5 bilhões em recursos públicos, podendo chegar a cerca de R$ 18,5 bilhões caso sejam mantidos sem ajustes em 2019.
Fonte-http://www.robsonpiresxerife.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.