Fm Jardim

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Segunda parcela do FPM não deu nem para pagar as Câmaras e não será surpresa se os prefeitos começarem a atrasar

Como o Blog previu, ninguém fique achando que a crise nas Prefeituras foi encerrada essa semana, quando o Governo Federal depositou mais uma parcela de compensação referente a julho e agosto passados. É que em setembro o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), teve quedas bruscas e este mês a coisa não está sendo diferente. Principalmente para as Prefeituras que recebem o coeficiente 0.6, que somam 15 no Seridó. Se a parcela do dia 10 caiu, a do dia 20 também não foi diferente.

A queda foi preocupante, pois o Blog soube que essas prefeituras foram surpreendidas com uma queda de mais de R$ 17 mil, somente na segunda parcela, data que os prefeitos têm que enviar para as Câmaras Municipais o repasse obrigatório que chega a ser mais de R$ 30 mil. Tirando os descontos da saúde e educação, caiu líquido nas contas das Prefeituras com coeficiente 0.6, pouco mais de R$ 23 mil, ou seja, insuficiente para arcar com o repasse ao Poder Legislativo de cada cidade. Os prefeitos que tem o presidente da Câmara como aliado, negociam, os que não têm terão que se virar nos trinta. Então ninguém se surpreenda com notícias de atrasos a fornecedores, cargos comissionados... Por que problema financeiro só se resolve com dinheiro, e os recursos não estão chegando como é para ser.Fonte:Blog Marcos Dantas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.