Fm Jardim

terça-feira, 24 de abril de 2012

Em representação, promotora sustenta que Amazan já lançou campanha eleitoral antes de ser escolhido em convenção

Na representação que a representante do Ministério Público de Jardim do Seridó, Polireda Madaly impetrou contra o empresário Amazan Silva, pré-candidato a prefeito pelo PSD, ela sustenta que Amazam já lançou, por contra própria sua campanha eleitoral, antes mesmo de ser escolhido em convenção. Na peça processual, a promotora usou notícias de vários Blogs da cidade, com registros fotográficos.

"A publicidade em referência caracteriza-se, portanto, como propaganda eleitoral antecipada, veiculada de forma subliminar. Realmente, embora nao haja expressa menção ao pleito vindouro ou ao cargo almejado, bem como, apesar de não existir pedido de voto, o cunho politico-eleitoral dos atos, ora noticiados pode ser inferido das circunstâncias por meio das quais foram divulgados", disse a promotora.
Fonte:Blog marcos dantas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário