Os Serviços do Detran

Os Serviços do Detran

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Cineasta caicoense conquista R$ 1 milhão para produzir minissérie nacional de 12 capítulos

edson soares
O caicoense Edson Soares é um vitorioso. Não pela carreira reconhecidíssima de cineasta, mas por fazer cinema por amor e, principalmente, por produzir. Edson é um cineasta inquieto. Gosta de estar no set de filmagem. E hoje ele recebe a notícia de que a Agência Nacional do Cinema (ANCINE) anunciou um amplo pacote de investimentos, no valor de R$ 41 milhões, que beneficiará a realização de 88 projetos de filmes e séries de TV. E adivinha? Entre eles está o projeto de Edson, no valor de R$ 1,1 milhão.
Edson conseguiu aprovar dois projetos de cinema financiados com recursos federais em menos de duas semanas. O primeiro é o longa Amsterdã, baseado no período holandês em solo potiguar, que recebeu R$ 171 mil para sua finalização. E hoje, a notícia de que a série de TV Omicron também foi aprovada pela Ancine. Detalhe: o cineasta teve um curta-metragem baseado em um conto de Câmara Cascudo reprovado em edital da Funcarte. Santo de casa não faz mesmo milagres.
A operação da Ancine faz parte do programa do governo federal Brasil de Todas as Telas, que utiliza recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para incentivar o desenvolvimento de toda a cadeia do audiovisual brasileiro. O projeto de Edson é uma minissérie a ser produzida no RN, pela sua produtora Engady Cine Video. A obra tem distribuição da FM Produções (Rio de Janeiro) e consultoria da gaúcha Panda Filmes (co-produtora da minissérie O Tempo e o Vento). A exibição será pelo canal Prime Box Brasil.
“Omicron” é uma minissérie de ficção científica e aventura, captada em alta definição (4K), para ser exibida em formato de 12 episódios (de cerca de 40 minutos cada um). A série posteriormente será exibida no circuito de salas digitais de cinema (em formato DCP) numa versão reduzida de até 120 minutos. Em seguida comercialização em PPV, VOD, além da venda em boxes de DVD e Blu Ray com a obra completa. A história se passa no futuro, na região Nordeste e na Amazônia de 2080. O roteiro é livremente inspirado no conto “O Imortal”, de Machado de Assis, com doses extras de drama, magia, aventura e ação.
Por Substantivo Plural«Fonte«http://www.robsonpiresxerife.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário