Fm Jardim

sábado, 6 de outubro de 2018

Eleitor cego ou com baixa visão também pode votar

As pessoas que são cegas ou têm baixa visão não precisam deixar de participar do processo eleitoral por causa dessa deficiência. As teclas da urna eletrônica têm números gravados em Braille e são equipadas com fones de ouvido para viabilizar o voto do cego. Além disso, uma gravação indica para qual cargo ele está votando e quantos dígitos devem ser acionados.
O radialista e presidente SOCERN-Sociedade dos Cegos do Rio Grande do Norte, Ronaldo Tavares, explica que nestas condições, o voto da pessoa cega ou baixa visão é seguro e consciente. “Contamos com todas as urnas eletrônicas no sistema braille, leitura tátil através das pontas dos dedos, o que nos da certeza que o digitado está correto já que a urna tem acoplado um head fone para sonorizar o voto”, diz.
Segundo Tavares, o estado tem aproximadamente 27% de sua população com algum tipo de deficiência. Deste público, 10% são deficientes visuais. O Brasil, segundo o Tribunal Superior Eleitoral, possui 940.630 eleitores com deficiência, sendo 120.195 cegos (incluindo o cidadão que vota no exterior). “Esperamos que o nosso Estado e o Brasil possam fazer uma escolha responsável, prudente e madura e que os menos favorecidos tenham os seus reitos assegurados onde haja igualdade e justiça social. Eleição é a oportunidade de se trilhar novos rumos”, declara Ronaldo Tavares.
Fonte-https://www.jairsampaio.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário